Começaram obras municipais em Avintes? Sejam bem-vindas!

Ainda que estejamos a apenas um ano de novas eleições autárquicas (pode não parecer mas na verdade já passaram 3 anos) e até o Dr. Filipe Menezes já anunciou publicamente na SIC Notícias e no JN a sua candidatura à Câmara do Porto, são muito bem-vindos os investimentos municipais, tantas vezes prometidos, para a nossa Vila de Avintes, mas infelizmente sempre adiados.

 

Finalmente, depois de várias vezes anunciada, lá arrancou a “obra do mandato”, a requalificação e pavimentação da Rua da Escola Central, que todos desejamos possa ser bem realizada e concluída dentro do prazo previsto (que neste momento desconheço), e que não se arraste como aconteceu com a última parte da requalificação da Rua 5 de Outubro, como bem se devem recordar, prejudicando moradores e transeuntes.

 

Mas não deixa de ser, digamos que curioso, que a primeira "grande" obra de requalificação de uma rua em Avintes neste mandato (se excetuarmos o Largo da Gândara que foi uma “prenda” da Câmara oferecida à dupla Nuno Oliveira/Vieira do Santos pela vitória em Avintes), seja precisamente uma obra que ainda no anterior mandato, quando o Ex-Presidente Mário Gomes tudo tentava fazer para que a Câmara de Gaia fizesse essa obra em Avintes, os eleitos do PSD/CDS, então na oposição, estavam contra e criticavam o então Presidente da Junta, dizendo que a pavimentação a betuminoso da Rua da Escola Central não era necessária e que havia obras muito mais prioritárias.

 

Vá-se lá entender estas pessoas! Então porque não começaram agora por essas outras prioridades?

 

Pela minha parte e embora reconhecendo que há muitas outras ruas em muito pior estado em Avintes, sem dúvida que a Rua da Escola Central é, tirando a Rua 5 de Outubro, uma das nossas principais e mais movimentadas ruas (onde se localiza o Edifício da Junta, a Escola de Cabanões, a Igreja e o Cemitério Paroquial, um supermercado, um grande edifício industrial, uma padaria da Broa de Avintes, etc., para além naturalmente de muitos cidadãos anónimos e personalidades distintas da freguesia) e que por isso necessitava há muito de ser requalificada.

 

Esperemos no entanto que a seguir e esta venham outras, pois são muitas as que estão em muito mau estado e que não fiquemos apenas pelas ruas!

 

Há muitas outras carências na nossa Vila, desde logo a Piscina (já anunciada pelo atual Presidente da Junta), o Pavilhão Gimnodesportivo (uma necessidade para o desenvolvimento desportivo da freguesia, que tem apenas uma das melhores equipas femininas de futsal em Portugal, a treinar e a jogar como saltimbancos), o Centro Escolar (parado há mais de meio ano) e a consequente entrega às Coletividades das atuais "escolas" para as suas sedes, nomeadamente da Escola do Palheirinho, para criação de um Centro Documental pela Audientis, a reconstrução do Teatro Almeida e Sousa, que poderá tornar-se num polo de atividades culturais que ultrapassem mesmo a dimensão da freguesia, a requalificação da Frente de Rio/Encostas do Douro, aproximando de novo os Avintense do rio, a conclusão do Complexo Desportivo do FC Avintes, a renovação do Quartel do Bombeiros Voluntários, um Lar para a Terceira Idade, a recuperação do Palacete/sede do Grupo Mérito, a conclusão da Sede da ACMA, dotando-a de um espaço polivalente para as suas diversificadas iniciativas, entre outras necessidades.

 

Roma e Pavia não se fizeram num dia, temos de ser realistas, que o atual momento do país e da Europa é de crise, mas acreditemos que seja desta vez que a Câmara de Gaia vai colocar Avintes no Primeiro Lugar das suas preocupações, e que desta forma ajude o atual Executivo da Junta de Freguesia de Avintes a sair da letargia e adormecimento em que há muito caiu.

 

As eleições estão aí à porta, é uma boa altura para mostrarem serviço!

 

publicado por Cip Castro às 10:17 | comentar | favorito