Dr. Nuno Oliveira renunciou à presidência da Junta de Freguesia

Não sendo propriamente uma surpresa, embora ainda admitisse que fosse possível no momento final de reflexão, um volte-face na decisão, no passado dia 31 de Dezembro confirmou-se a renúncia ao cargo de Presidente da Junta de Freguesia de Avintes, pelo Dr. Nuno Oliveira.

 

Como avintense e também como alguém que com ele divergiu em determinadas coisas, considero o Dr. Nuno Oliveira uma pessoa de bem e por ele tenho estima pessoal, mas entendo que perante tudo o que afirmou e escreveu antes,  deveria ter cumprido o seu mandato até ao fim, honrando assim o seu compromisso para com os avintenses.

 

Para Avintes, os 6 anos passados pelo Dr. Nuno Oliveira na Junta de Freguesia (4 como Vogal e 2 como Presidente) foram, na minha opinião, e penso que para uma grande parte dos avintenses, de uma certa desilusão, até porque, seguramente, o Dr. Nuno Oliveira tem capacidades e qualidades, profissionais e humanas, para ter feito muito mais, e os avintenses acreditaram nisso, ao darem-lhe uma expressiva vitória nas eleições autárquicas de 2009.


Só que como também há muito tempo o afirmo, e como aliás o disse por várias ocasiões aos avintenses (ver uma dessas vezes AQUI), para se ser um bom Presidente de Junta, nomeadamente de uma freguesia com as características de Avintes, não chegam essas capacidades e qualidades. É preciso ter vontade para se exercer esse cargo e é  preciso, também, sentir e amar verdadeiramente a terra e o povo que se jura servir.

 
Um povo e uma terra como Avintes não se administra como uma empresa. Serve-se quase como um "criado" serve o seu "senhor",e , quanto a mim este foi um dos motivos do insucesso do Dr. Nuno, embora os maiores culpados sejam aqueles que o "empurraram" para um lugar que nunca verdadeiramente quis e que aliás rapidamente se cansaram dele e foram, durante dois anos, os seus maiores opositores.


Aliás o que faz do Dr. Nuno Oliveira ser muito mais do que um bom administrador do Parque Biológico é que ela ama o "seu" Parque, e, como costuma dizer-se,  muito dificilmente se podem amar dois “senhores”.


Pela minha parte e pela consideração pessoal que tenho pelo Dr. Nuno, lamento que tenha sido esta a forma escolhida para sair da Junta de Avintes e só espero que possa continuar a amar o “seu” Parque Biológico, pois desta forma, e de algum modo, também servirá Avintes.

 

Cipriano Castro

 

 

(Carta de renuncia do Dr. Nuno Oliveira)

 

 

 

publicado por Cip Castro às 12:29 | comentar | favorito