16
Dez 08
16
Dez 08

As obras na Rua 5 de Outubro

Enquanto Deputado Municipal, pude intervir na ultima Assembleia Municipal de Gaia, no passado dia 11 de Dezembro, chamando a atenção da Câmara Municipal de Gaia, para o desespero das "gentes" de Avintes, quanto à morosidade das obras na rua 5 de Outubro.

 

Faço votos que as palavras de resposta do Vereador Firmino Pereira, no sentido de que as obras irão avançar mais rapidamente, sejam uma realidade.

 

---------------------------------------------------------------------------

 

Exmo. Sr. Presidente da A. M. Gaia,
Exmos. Senhores Secretários,
Exmo. Sr. Presidente da C. M. Gaia,
Exmos. Senhores Vereadores,
Caros Colegas Deputados,
Público presente na sala,
Comunicação Social,
 
Depois de vários anos a reivindicar junto da Câmara Municipal, quer por parte da Junta de Freguesia de Avintes e do seu Presidente, nomeadamente nesta Assembleia Municipal, mas também em reuniões na Câmara Municipal, quer ainda pela população de Avintes, foi finalmente com satisfação que vimos serem iniciadas em Março deste ano, a ultima fase das obras de requalificação da rua 5 de Outubro em Avintes, mais concretamente da Sede dos “Plebeus Avintenses” até à ETAR do Febros.
 
No entanto a satisfação inicial, tem dado lugar a algum desalento, para não dizer mesmo desespero, uma vez que as obras, que estão previstas para serem executadas num ano, faltando por isso cerca de 3 meses, vêm-se arrastando a um ritmo que jamais vai permitir, a sua conclusão dentro do prazo.
 
Pese embora o facto de que quase desde início das obras, o Presidente da Junta de Freguesia de Avintes ter alertado a Câmara Municipal para a lentidão com que se desenvolvem os trabalhos, a situação agravou-se imenso nas ultimas semanas e mesmo após uma recente reunião entre o Sr. Vereador Firmino Pereira, o Presidente da Junta de Avintes e um responsável da empresa, nada parece ter mudado.
 
Nesta obra, que é da responsabilidade da Câmara Municipal de Gaia, ainda hoje de manhã pude verificar pessoalmente, estavam a trabalhar, não mais do que 2 ou 3 funcionários, sem qualquer equipamento, limitando-se a assentar alguns paralelos, aparentemente apenas para que a obra não pare definitivamente.
 
Em Avintes é voz corrente, entre a população e especialmente nos moradores desta rua, que estão a ser fortemente prejudicados por este arrastar da situação, que as obras não avançam porque a Câmara Municipal não paga à empresa e por isso esta retirou os equipamentos e a quase totalidade dos trabalhadores.
 
A agravar toda esta situação, e como a rua 5 de Outubro é a principal via de circulação em Avintes, uma vez interrompida, as ruas que estão a servir de alternativa, e que já não tinham os seus pisos em muito bom estado, estão ao fim destes 9 meses de intensa utilização e com as chuvas, praticamente intransitáveis e a necessitar de uma intervenção rápida por parte dos serviços da Câmara Municipal. Refiro-me especialmente às ruas D. Maria Amélia Borges, Gradouro, Caminho de Avintes e Mário Mendes da Costa, como as mais preocupantes, embora existam outras como a Rua Nova, Escola Central, etc. também a necessitarem de reparações.
 
Termino perguntando ao Sr. Vereador Firmino Pereira qual o fundamento das especulações que circulam em Avintes sobre a quase paralisação das obras (que não quero acreditar) e igualmente apelo para que tudo faça para que as obras avancem rapidamente, bem como seja feita uma intervenção rápida nas ruas alternativas.
 

2008-12-11                                                Pelo Grupo Parlamentar do PS

                                                                      Cipriano Manuel Castro

publicado por Cip Castro às 14:38 | comentar | favorito
13
Dez 08

A Lei do Tabaco, as esplanadas e a ACMA

 

A entrada em vigor da nova lei do tabaco, todos deveremos ainda estar lembrados, levou à existência de um coro de protestos de uma grande parte dos donos e gerentes de restaurantes, cafés, bares e similares, alegando que iriam ter grandes prejuízos, uma vez que os seus clientes fumadores deixariam de frequentar os seus estabelecimentos, dado não poderem satisfazer o seu vício.
 
Passado quase um ano, tempo que julgo suficiente para se tirar algumas conclusões, não me parece que tenha encerrado algum daqueles estabelecimentos, apenas por via da implementação desta lei, para além de, há que reconhecer, principalmente os não fumadores, como é o meu caso, ter melhorado muito o ambiente dentro destes estabelecimentos.
 
Por outro lado, o que me parece ter acontecido, é que uma parte destes empresários da indústria hoteleira souberam aproveitar, esta inicialmente mal recebida mudança, e criaram uma nova oportunidade de negócio, “abrindo” esplanadas nos seus estabelecimentos, ou criando algumas condições para as manter em funcionamento todo o ano, nos casos onde estas apenas funcionavam dois ou três meses, no Verão.
 
Apesar deste aumento, sendo Portugal um dos países da Europa, senão mesmo o país da Europa, com melhor clima, continuamos a ser um dos que menos esplanadas tem em funcionamento, mesmo no período do Verão.
 
Quem conhecer alguns países e cidades europeias, mesmo do centro da Europa, seguramente concordará comigo, é frequente encontrar as esplanadas em funcionamento durante todo o ano, principalmente em restaurantes e bares.
 
E isto tudo vem a propósito de quê, estarão vocês a perguntar, nesta altura.
 
Tudo isto para vos lembrar, que também a ACMA tem em funcionamento, a sua pequenina mas simpática esplanada, que dentro em breve, segundo me confidenciou o Sr. Francisco, irá ter ainda melhores condições, proporcionando a todos os seus associados e não só, uma vez que o seu bar está aberto ao público em geral, mais um motivo para frequentarem esta prestigiada colectividade de Avintes.
 
Feliz Natal e Bom Ano 2009 para todos.
 
Cipriano Manuel Castro
 
 
Nota: Este texto foi publicado na revista A Filarmónica, publicação da ACMA, de Novembro.

 

publicado por Cip Castro às 11:33 | comentar | favorito

Firmino Santos Maia da Silva

Faleceu ontem o Sr. Firmino, um Homem que deu muito a esta terra.

Sendo desde sempre um democrata, foi um dos fundadores da secção de Avintes do Partido Socialista, Presidente da Junta de Freguesia durante 2 mandatos e igualmente Presidente da Assembleia de Freguesia.

Pelo sua dedicação e trabalho a esta terra, merece ser recordado pelo Avintenses.

Que descanse em Paz.

 

publicado por Cip Castro às 11:21 | comentar | favorito
sinto-me: Triste
13
Dez 08

Avintes e as suas Colectividades

Por várias razões tenho estado afastado deste blog.

 

Desde a ultima vez que escrevi neste blog, várias coisas aconteceram nas nossas colectividades que merecem referência:

  • O Clube Recreativo Avintense realizou mais um concurso de Quadras à Broa de Avintes
  • Os Restauradores Avintenses comemoraram o seu aniversário
  • A ACMA igualmente festejou mais um aniversário, com um Concerto de Natal
  • Continua a decorrer o Encontro de Teatro do Plebeus
  • A Junta de Freguesia realizou o 2º Fórum Avintense JOVEM e está patente no átrio da Junta, até ao final do ano, uma exposição do pintor amador avintense Alfredo Monteiro.
  • e finalmente, abre hoje, Sábado, uma Feira do Livro no Clube Recreativo Avintense

É por tudo isto que Avintes continua a ser uma terra viva.

publicado por Cip Castro às 10:50 | comentar | favorito
sinto-me: Feliz