18
Jul 11
18
Jul 11

Rua 5 de Outubro - final das obras, será desta?

Fui ao longo dos últimos 3 anos, ou mais (as obras iniciaram-se em Março de 2008!!!), tantos quantos se têm arrastado as obras de requalificação da última fase da Rua 5 de Outubro, entre a Sede dos Plebeus e a ETAR do Febros, em diversas ocasiões e lugares, como a Assembleia Municipal, a Assembleia de Freguesia e aqui também no Avintes Blog, alguém que procurou, dentro das formas que estavam ao meu alcance, tudo fazer para que as obras se concluíssem.

 

É por isso com satisfação que vejo as obras, nesta rua central de Avintes e após longos meses de paralisação, serem retomadas e espero que finalmente terminadas.

 

No entanto não posso deixar de protestar, pela forma como a rua foi encerrada ao trânsito por parte da Câmara de Gaia e Junta de Avintes, SEM QUALQUER AVISO PRÉVIO AOS MORADORES E UTILIZADORES, numa incompreensível falta de respeito pelo avintenses.

 

Até porque, em ocasiões anteriores era costume haver avisos à população, inclusive anunciando "falsas partidas" com foi o caso deste aviso no facebook por parte da Junta, que em Outubro de 2010 (!!!), já anunciava as obras que SÓ AGORA  (8 meses depois) EFECTIVAMENTE SE REALIZARAM NA GÂNDARA e também as que estão ainda hoje a decorrer na Rua 5 de Outubro e que levaram à referida interrupção do trânsito.

 

Porque se esqueceu a Junta de Freguesia de avisar que a rua seria interrompida?

 

Será porque andam muito ocupados com a realização do Passeio Convívio da Terceira Idade, que anteriormente tanto criticavam, mas que (felizmente na minha opinião) continuam a realizar para alegria de uma parte significativa dos Avintenses "mais antigos"?

 

Ou será que é falta de tempo por parte dos membros da Junta, pois desde o início de 2011, não há qualquer um dos cinco eleitos com disponibilidade para exercer o cargo em regime de "meio-tempo", a que uma Junta como a de Avintes tem direito, quando até ao final de 2010, havia dois (o Presidente Nuno Oliveira e o Secretário Vieira dos Santos) a exercerem cada com "meio-tempo", ou seja havia sempre um eleito que estava ao serviço da Junta de Avintes?

 

publicado por Cip Castro às 15:45 | comentar | favorito
15
Jul 11
15
Jul 11

WALK AVINTES - em reportagem fotográfica

 

Com  a qualidade digna de profissionais, mas uma grande sensibilidade e paixão, só ao alcance dos amadores (aqueles que amam o que fazem), vejam as reportagens fotográficas de Quimdoro e Fernando Liberdade, sobre a Walk Avintes 2011.

 

Fotos de Quimdoro:

--------------------
--------------------
-------------------
Fotos de Fernando Liberdade:
Fotos 1     Fotos 2     Fotos 3      Fotos 4
publicado por Cip Castro às 12:02 | comentar | favorito
14
Jul 11

Pinto Vieira - artista plástico avintense

Vejam, apreciem e divulguem o blogue (e a obra) de um grande artista avintense, mas muito pouco conhecido na sua terra.

Joaquim Pinto Vieira

http://pintovieiradesenho.blogspot.com/

"Sou pintor formado pela então Escola de Belas Artes do Porto, em 1968. Nasci em Avintes em 1946. Fiz carreira docente na Faculdade de Arquitectura da UP, onde fui Professor catedrático de desenho. Tenho publicado diversos textos sobre fotografia, desenho, design industrial. Fiz vários trabalhos de artes decorativas, cenografia e design gráfico. Também fiz várias exposições individuais desde os anos 60, e participei em diversas exposições colectivas de obras de desenho e pintura. A obra está presente no Museu de Serralves e em colecções particulares."

(Joaquim Pinto Vieira, visto pelo próprio)

publicado por Cip Castro às 12:13 | comentar | favorito
14
Jul 11

Par "avintense" é Vice-Campeão Europeu em Tango

 

 

O Avintes Blog felicita o par Isabel Costa e Nelson Pinto pela extraordinária classificação de Vice-Campeões Europeus de Tango, obtida em Turim (Itália), no passado dia 2 de Julho.

 

publicado por Cip Castro às 10:17 | comentar | favorito
13
Jul 11
13
Jul 11

WALK AVINTES - sucesso noticiado nos jornais

Jornal Audiência - 2011-07-12

Jornal O Gaiense - 2011-07-09

 

Jornal de Gaia - 2011-07-07

publicado por Cip Castro às 13:41 | comentar | favorito
11
Jul 11
11
Jul 11

Pavimentação da Rua 5 de Outubro na zona da Gândara

Começou hoje a pavimentação da Rua 5 de Outubro, na Zona da Gândara!

 

Talvez mais de um ano depois do inicialmente anunciado, é sempre com satisfação que vemos estar a ser (aparentemente) concluída a requalificação da Zona da Gândara.

 

Como todos devemos estar recordados esta foi a primeira e até agora a mais significativa obra da Câmara Municipal de Gaia em Avintes, depois que tomou posse o actual Executivo da Junta de Avintes, tendo tido inicio logo em Novembro de 2009 e ao que todos esperamos terminará agora, cerca de 21 meses depois.

 

 

Estas obras de reorganização do espaço do Largo Palheirinho e da Praça Escultor Henrique Moreira tiveram como principais alterações:

 

  • destruição de um palco/auditório.
  • destruição dos sanitários e balneários públicos que serviam aquela zona onde se realiza semanalmente a Feira do Palheirinho.
  • abate de mais de uma dúzia de árvores a maiora com dezenas de anos e com um porte significativo, substituidas por meia dúzia de árvores muito pequenas e finas
  • a redução do espaço de estacionamento de veículos, numa zona com comércio e serviços

 

O Avintes Blog felicita o Executivo da Junta de Avintes pela conclusão das obras e espera que aproveitando o facto de estarem por cá os "homens e as máquinas" seja, igualmente e finalmente, concluida a totalidade da obra da Rua 5 de Outubro, concretamente no que diz respeito a passeios, e colocação de passadeiras para peões e sinalização do eixo de via, que deveriam estar terminadas há mais de 2 anos.

 

 

publicado por Cip Castro às 15:37 | comentar | favorito
05
Jul 11
05
Jul 11

WALK AVINTES 2011 - para mais tarde recordar

A caminhada solidária Walk Avintes 2011 foi, por todos aqueles com quem falei e por muitos que publicamente o manifestaram, uma boa iniciativa e que deve ser repetida, por isso resolvi deixar aqui no Avintes Blog o meu resumo sobre como tudo começou e como se desenrolou a organização e preparação, finalizando com algumas reflexões.

 

Correção ao texto inicial: Depois de publicar o texto abaixo, a Joana Magalhães chamou-me à atenção (e fez bem) que já no dia 21 de Abril, antes da proposta do dia 26 que veio a dar depois origem à primeira reunião, ela e a Sandra Neves já tinham proposto uma caminhada. Aqui fica a justa correção.

 

Nova correção ao texto inicial: Já depois de publicar o texto abaixo, recebi ontem um email (ver abaixo) do Sr.Presidente da Junta de Avintes, a informar que a Junta em vez de pagar apenas os bonés sobrantes (44) conforme acordado, vai pagar os 400 bonés. Excelente notícia para as nossas IPSS.

 

Cópia do email do Sr. Presidente:

----- Original Message -----
From: Nuno Oliveira
To: Cipriano Manuel Castro
Sent: Wednesday, July 06, 2011 3:45 PM
Subject: Re: bonés sobrantes
Boa tarde,
O Santos pode faturar a totalidade dos bonés à Junta; é o nosso modesto contributo para a V/ excelente iniciativa.
Abraço |Nuno Gomes Oliveira


 

                           PARA MAIS TARDE RECORDAR

 

Verdadeiramente tudo começou no primeiro debate “AVINTES – de fora para dentro”, com a presença, como um dos oradores convidados, do Filipe José Carvalho, natural de Avintes e a residir actualmente em São João da Pesqueira.

 

Depois, dado estar ausente fisicamente da sua terra Natal, mas entusiasmado em contribuir para o debate de ideias em Avintes, o Filipe decide criar o grupo aberto na rede social Facebook, grupo a que chamou De Abientes a Avintes.

 

Seguiram-se semanas de muitas trocas de opiniões, muitas sugestões, muitas ideias, muitas propostas, diversas críticas, várias informações e como sempre nestas “coisas”, uns com contributos mais positivos outros nem tanto, mas o GRUPO no facebook lá foi seguindo (e felizmente continua hoje bem activo) com cada vez mais adesões, até que no passado dia 26 de Abril, houve uma proposta concreta para: “REALIZARMOS UMA CAMINHADA PELAS MARGENS DO RIO FEBROS NO DOMINGO DE MANHÃ, DIA 26 JUNHO”, ver aqui.

 

Esta proposta teve ao todo mais de 30 comentários, todos em geral favoráveis e então ficou acordado, como está registado, para o sábado 7 de Maio a primeira reunião, onde apareceria que quisesse.

 

Nesta primeira reunião, infelizmente e apesar de haver sempre muita gente a comentar o facebook, só aparecemos 5 pessoas, eu, a Joana Magalhães, a Manuela Lopes, o Paulo Costa e a Sandra Neves.

 

Éramos poucos, mas como se costuma dizer, éramos "poucos mas bons" (passe a imodéstia) e metemos “pés ao caminho”, pedíamos apoio à Junta de Freguesia, ao Parque Biológico, aos 3 clubes de atletismo de Avintes, aos grupos de jovens “Escuteiros Católicos" e aos “Desbravadores Adventistas", aos Bombeiros de Avintes e a algumas empresas como por exemplo o Intermaché e o Santos Brinde, entre outras.

 

Contactámos as IPSS, escolhemos a data para a caminhada (que por várias razões foi alterada para 3 de Julho em vez da inicial 23 de Junho) e criámos um nome WALK AVINTES.

 

Decidimos fazer bonés em vez de camisolas, porque aqueles ao serem mais baratos, permitiam um maior “lucro” para oferecermos às IPSS e escolhemos o percurso, talvez a decisão menos consensual, dado que havia vários e diferentes percursos possíveis. Uns gostavam de certos caminhos e ruas, outros não, mas como bons amigos que todos os cinco passamos a ser, lá chegamos a um consenso.

 

Entretanto e como um dos grandes impulsionadores do grupo no facebook “De Abientes a Avintes”, e como autor do logótipo que utilizamos nos bonés, fomos mantendo o contacto via e-mail e via facebook o nosso amigo Joaquim Oliveira (para os amigos o Quim Doro), há muitos anos a residir no Brasil, que mesmo à distância, lá nos foi dando o seu ânimo e apoio, e fez o cartaz de divulgação, confirmando depois que a 3 de Julho estaria cá em Avintes para participar.

 

Mas como sempre acontece, não foram só facilidades!

Dos clubes de atletismo apenas tivemos resposta favorável do Clube de Atletismo de Avintes (CAA), e dos grupos de jovens, tivemos o contratempo de os Escuteiros estarem no dia 3 de Julho ocupados com actividades próprias, só contando com os Desbravadores para em conjunto com o CAA ajudarem os caminhantes nas partes mais difíceis e para colaborarem na segurança nas ruas.

 

Conseguimos também que o Parque Biológico oferecesse uma entrada grátis e a jovem dentista avintense Arminda Santos, ofereceu um desconto na sua clínica, pelo que o custo da participação na caminhada solidária ficou combinado ser 3,00 Euros.

 

Depois foi mandar fazer os bonés, pedindo ao Santos Brinde para só pagarmos no final, primeiro foram 200 bonés (havia que ter cuidado), mas logo começaram a “desaparecer” tal foi o entusiasmo, por isso foram feitos mais 100, ainda mais 50 e já na véspera ainda mandámos fazer os últimos 50 bonés, pois só tínhamos cerca de 20 bonés para vender no próprio dia.

Aqui é justo referir que a Junta de Freguesia se disponibilizou a adquirir os bonés sobrantes para não termos “prejuízos”.

 

No total foram feitos 400 bonés, tendo sobrado apenas 44 bonés, por vender.

 

Já nas últimas semanas, num final de tarde, eu com a ajuda da Teresa do CAA, fizemos o reconhecimento e a escolha definitiva dos caminhos que iríamos percorrer na parte do Febros. Deparamos com muitas silvas e muita erva, principalmente na zona depois da rua do Avenal, que quase não conseguíamos passar, estava tudo cheio de silvas.

 

Foi por isso necessário pedir a ajuda da Junta de Freguesia para que os caminhos fossem limpos, o que aconteceu como todos verificaram, nalguns sítios tendo mesmo o pessoal da Junta de Avintes, invadido (no bom sentido) o território da Vilar de Andorinho, para limpar o caminho.

 

E neste entretanto, desde a primeira reunião a 7 de Maio e o dia 3 de Julho, dia marcado para a caminhada, lá se passaram 2 meses, com diversas reuniões entre os cinco (numa vez ou outra lá aparecia mais algum amigo), normalmente aos sábados de manhã e por duas vezes, mesmo durante a semana, ao final da tarde.

 

Todos os cinco, de uma maneira ou doutra, fizemos o nosso melhor e dedicámos voluntariamente algumas horas do nosso tempo, para que tudo corresse bem.

 

Para além de cada um ter procurado vender o maior numero de bonés possível, destaco alguns pormenores, como por exemplo, o papel de principal “aguadeira” da Joana, pois conseguiu que fossem oferecidas 300 garrafas de água pelo Intermachê, a Manuela, através da loja "Migusta" da sua irmã, foi a principal “central de vendas” dos bonés, a Sandra desdobrou-se em reuniões, quer com a Igreja Adventista, quer juntamente comigo no Parque Biológico para falarmos como Dr. Nuno Oliveira, na sua dupla qualidade de Presidente da Junta e Presidente do Parque, eu fiz os contactos com o CAA, e com o Santos Brinde, tudo isto sem nos esquecermos da colaboração do Paulo que sem tarefas específicas, esteve sempre presente e disponível.

 

E lá chegamos ao grande dia da Caminhada Solidária Walk Avintes, da qual pouco vou escrever, pois para além de não faltarem "por aí" muitas fotografias, cada um melhor do que eu, pode contar como a viveu e deixar o seu testemunho.

 

Por mim, só quero dizer que fiquei muito contente, por ver a alegria no rosto de todos os quase 300 participantes, por ver aquele Largo do Palheirinho cheio de gente às 9 horas de uma manhã de domingo, por percorrer aqueles caminhos, escadas e pontes do Febros, junto com muitas pessoas que o faziam pela primeira vez, ou que já há muito por ali não passavam, mas também e embora ainda não se tenham feito as contas finais, por saber que vamos, dentro de dias, depois de tudo pagar e numa cerimónia pública, oferecer um pequeno donativo para as nossas quatro IPSS.

 

A terminar, deixo apenas alguns alertas, para aqueles que têm manifestado a vontade de repetirmos esta iniciativa.

 

Eu por mim estarei disponível, para anualmente colaborar numa iniciativa deste género, que naturalmente pode crescer e ainda ser muito melhor, mas chamo a atenção daqueles que no entusiasmo de uma primeira iniciativa, a querem repetir várias vezes ao longo do ano.

 

Tudo correu bem, mas podia não ter sido assim ou pode não ser assim numa próxima, e receio que se algo tivesse corrido mal, alguns que agora batem palmas e dão vivas seriam os primeiros a criticar quem organizou.

 

Reparem só em duas ou três pormenores que poderiam fazer toda a diferença!

 

Os caminhos eram numa ou noutra parte um pouco difíceis, felizmente ninguém se magoou, ninguém caiu nas escadas, ou nos caminhos e pontes do Febros, mas podiam ter caído!

 

Nós organizadores, embora pedíssemos à Junta de Freguesia para solicitar alguns agentes da Polícia Municipal, para ajudar principalmente na parte em que caminharíamos em ruas, como aconteceu do Areinho até ao Palheirinho, por vários motivos não foi possível que a policia viesse, e tudo correu bem da mesma forma, mas e se alguém tivesse sido atropelado?

 

Não foi feito nenhum seguro, mas numa próxima vez, há que provavelmente fazer um seguro coletivo de acidentes.

 

Finalmente e porque não gosto de fugir a nenhuma questão, lembro a questão do dinheiro obtido nas vendas dos bonés.

Ainda não fizemos as contas finais, ainda não demos a conhecer publicamente o que apuramos, mas vamos fazê-lo dentro de dias e podem ficar descansados que daremos contas até ao cêntimo, mas e se não fossemos todos sérios e honestos?

 

É por tudo isto e por muitas outras coisas mais que entendo que uma iniciativa destas deve ser espaçada no tempo, e realizada com algum cuidado e ponderação, não significando isto que um qualquer grupo de amigos se possa juntar aos domingos de manhã e sempre que quiser percorrer os caminhos de Avintes. Mas isso no meu entender são coisas diferentes.

 

Fico por aqui que a prosa já vai longa.

 

Parabéns e obrigado a todos os que participaram e que colaboraram.

 

E venha a próxima, Walk Avintes 2012.

 

 

publicado por Cip Castro às 14:10 | comentar | ver comentários (6) | favorito