Rua 5 de Outubro - final das obras, será desta?

Fui ao longo dos últimos 3 anos, ou mais (as obras iniciaram-se em Março de 2008!!!), tantos quantos se têm arrastado as obras de requalificação da última fase da Rua 5 de Outubro, entre a Sede dos Plebeus e a ETAR do Febros, em diversas ocasiões e lugares, como a Assembleia Municipal, a Assembleia de Freguesia e aqui também no Avintes Blog, alguém que procurou, dentro das formas que estavam ao meu alcance, tudo fazer para que as obras se concluíssem.

 

É por isso com satisfação que vejo as obras, nesta rua central de Avintes e após longos meses de paralisação, serem retomadas e espero que finalmente terminadas.

 

No entanto não posso deixar de protestar, pela forma como a rua foi encerrada ao trânsito por parte da Câmara de Gaia e Junta de Avintes, SEM QUALQUER AVISO PRÉVIO AOS MORADORES E UTILIZADORES, numa incompreensível falta de respeito pelo avintenses.

 

Até porque, em ocasiões anteriores era costume haver avisos à população, inclusive anunciando "falsas partidas" com foi o caso deste aviso no facebook por parte da Junta, que em Outubro de 2010 (!!!), já anunciava as obras que SÓ AGORA  (8 meses depois) EFECTIVAMENTE SE REALIZARAM NA GÂNDARA e também as que estão ainda hoje a decorrer na Rua 5 de Outubro e que levaram à referida interrupção do trânsito.

 

Porque se esqueceu a Junta de Freguesia de avisar que a rua seria interrompida?

 

Será porque andam muito ocupados com a realização do Passeio Convívio da Terceira Idade, que anteriormente tanto criticavam, mas que (felizmente na minha opinião) continuam a realizar para alegria de uma parte significativa dos Avintenses "mais antigos"?

 

Ou será que é falta de tempo por parte dos membros da Junta, pois desde o início de 2011, não há qualquer um dos cinco eleitos com disponibilidade para exercer o cargo em regime de "meio-tempo", a que uma Junta como a de Avintes tem direito, quando até ao final de 2010, havia dois (o Presidente Nuno Oliveira e o Secretário Vieira dos Santos) a exercerem cada com "meio-tempo", ou seja havia sempre um eleito que estava ao serviço da Junta de Avintes?

 

publicado por Cip Castro às 15:45 | comentar | favorito