FÓRUM AVINTENSE - Um Espaço Privilegiado de Debate sobre Avintes

Estando a aproximar-se o final do ano 2010, é com um misto de preocupação, tristeza e também alguma revolta interior, que ainda não vi até hoje ser anunciado, pelo actual Executivo da Junta de Freguesia de Avintes, o XXI Fórum Avintense.

 

Esta iniciativa, que vem realizando-se em Avintes há exactamente 20 anos consecutivos, constituía já um momento anual, não só de debate sobre o presente e o futuro de  Avintes, bem como uma ocasião onde diversos historiadores, nos apresentavam trabalhos sobre a nossa cultura, tradições e costumes, bem como de figuras ilustres de Avintenses.

 

O Fórum Avintense tem sido sempre realizado uma a duas semanas após a Festa da Broa, tendo sido criado como um complemento cultural à dimensão mais popular, que constitui, naturalmente a Festa da Broa, ganhando ao longo dos anos uma importância que muito ultrapassava a nossa freguesia e mesmo o Concelho de Gaia.

 

É por isso que não consigo entender, o porquê deste (volto a referir pelo menos até ao presente), alheamento e desinteresse por parte da Junta de Freguesia de Avintes, numa iniciativa como esta, ainda para mais, porque é uma iniciativa que não tem praticamente custos, e que tem na Confraria da Broa de Avintes um parceiro disponível e interessado em colaborar, como já acontece há vários anos.

 

Desde há alguns meses a esta parte, mais propriamente desde Julho, dado que nada via ser anunciado pela Junta de Freguesia, primeiro de uma forma particular e discreta, e depois mais recentemente de uma forma institucional, pela minha participação na Assembleia de Freguesia, juntamente com os meus colegas do PS, que tudo tenho feito para que não seja interrompida, esta actividade anual e sempre realizada, ao logo das últimas 2 décadas.

 

Em resposta, de uma forma pouco clara, vou recebendo que "sim o Fórum é para continuar, mas noutros moldes, precisa de ser alterado..., etc, etc.". Tudo bem, excelente se o querem alterar e melhorar, mas não o interrompam assim sem mais nem menos!

 

Nos últimos 11 anos, sempre apresentei uma comunicação no Fórum, procurando dessa forma dar o meu contributo pessoal para o debate sobre Avintes. Das 11 comunicações, 2 delas foram exactamente sobre o Fórum em si mesmo, com propostas concretas sobre alterações e melhoramentos, pelo que jamais serei contra as mudanças, bem pelo contrário, desde que signifiquem progressos.

 

Deixo-vos por isso abaixo, os textos das comunicações que apresentei em 2001 e 2005 (algumas ideias já foram contempladas), na esperança de que possam contribuir para o debate sobre o futuro do Fórum Avintense, mas POR FAVOR Sr. Presidente da Junta, não interrompa os 20 anos de Fórum Avintense, sem que tenha uma razão muito forte, que sinceramente não consigo vislumbrar, nem até agora o Dr. Nuno Oliveira nos conseguiu explicar!

 


12º Forum Avintense - 2001

 

O Fórum Avintense e o Futuro

Estando no seu 12º ano de existência ininterrupta, o Fórum Avintense em si mesmo, nunca foi até ao presente, tema para uma qualquer comunicação.

 

Pareceu-me então, que a importância que o Fórum ganhou, dentro das várias actividades culturais que se vão realizando em Avintes, já merecia que alguém se debruçasse sobre o mesmo, principalmente sobre a sua evolução e continuidade.

 

É o que vou tentar fazer, nestes próximos e breves minutos, se merecer a vossa atenção.

 

Não pretendo fazer um estudo ou análise retrospectiva, sobre as dezenas de comunicações apresentadas ao longo dos 11 anos anteriores, nem tão pouco criticar, qualquer aspecto ou pormenor, sobre o passado ou o presente do Fórum.

 

Gostaria apenas de tentar com este trabalho, dar o meu pequeno contributo para a evolução do Fórum, necessária em qualquer actividade humana, que pretenda estar viva e actuante, de forma a tornar-se ainda mais, num acontecimento marcante no panorama cultural  Avintense e Gaiense.

 

Começarei assim por analisar o papel que o Fórum pode ter, numa época em que a chamada “globalização”, parece querer uniformizar tudo e todos e por conseguinte, também tenderá a apagar da memória colectiva dos Avintenses as suas raízes, tradições, hábitos e costumes.

 

Mas como esta “globalização” é inevitável e real, pelo menos nos tempos mais próximos, não será com atitudes de isolamento ou pior ainda de xenofobia, que conseguiremos preservar para o futuro, tudo aquilo que de bom fomos no passado e somos no presente.

 

O nosso Fórum poderá e deverá assim continuar a ser um momento em que anualmente os Avintenses ao recordarem o passado, mas também ao trazerem novas ideias para o futuro, contribuam para preservar a nossa identidade cultural.

 

O Fórum Avintense ao contrário das actividades desenvolvidas pelas nossas colectividades, em que para se participar e intervir em cada uma das suas realizações, é normalmente necessário ser-se associado, é uma iniciativa aberta a todos, permitindo que cada um isoladamente ou colectivamente traga o seu contributo, tornando mais fácil a participação de cada um.

 

Considero assim que o Fórum tem um espaço próprio, que importa desenvolver e melhorar cada vez mais e nesta perspectiva, vou agora apresentar algumas ideias e propostas, as quais gostaria que em primeiro lugar servissem de reflexão e depois, certamente agregadas a outras ideias, ajudassem a tornar este Fórum ainda melhor.

 

O primeiro aspecto que queria equacionar, diz respeito à data de realização do Fórum - finais de Agosto / início de Setembro -, dado que sendo o mês de Agosto, mês em que se tem de entregar as comunicações, um  mês em que muitos fazem férias, ausentando-se inclusivé para longe das suas habitações, sendo por isso um mês mais de lazer e diversão, do que de reflexão e estudo que a preparação de uma comunicação merece, poderá impedir a apresentação de comunicações por mais Avintenses.

 

Sou por isso de opinião, que o Fórum poderia alterar a sua data de realização mais para o final do ano, talvez entre Outubro e Novembro.

 

Um segundo aspecto a ser equacionado, diz respeito à forma de apresentação das comunicações, que até ao presente têm sido maioritariamente apresentadas em folhas dactilografadas e lidas na ocasião, como aliás refere o regulamento.

 

Seria interessante que pudessem existir outro tipo de comunicações, que tivessem por base, por exemplo o vídeo ou a fotografia, ou mesmo o filme, ficando assim registado para o futuro, não só as histórias, mas também as imagens daquilo que somos e temos no presente.

 

Ainda relativo ás apresentações, seria bastante interessante se, de todas as comunicações escritas,  fossem entregues aos participantes/assistentes do Fórum, cópias antes das apresentações, possibilitando um melhor acompanhamento das mesmas.

 

Um outro  ponto a analisar no futuro, tem a ver com a divulgação e promoção do Fórum.

 

Evidentemente que o Fórum nunca poderá ser um acontecimento popular e aglutinador de pessoas como é a Festa da Broa, por exemplo, mas parece-me que poderá haver uma maior divulgação, nomeadamente junto dos jovens, para que estes apresentem os seus trabalhos e participem activamente nos dias de realização e nos debates que normalmente se seguem a cada comunicação.

 

Continuando esta minha apresentação de ideias para o futuro do Fórum, julgo que a elaboração de uma conclusão e resumo em cada Fórum deveria ser apresentada no final, por forma a ficar um balanço de cada Fórum e onde pudesse ficar um pouco registado tudo aquilo que se passou, durante os dois dias de realização.

 

Esta conclusão/resumo deveria igualmente constar  aquando da publicação em livro das comunicações, iniciativa que sem dúvida muito favorece o Fórum.

 

Finalmente e sem que possa ser interpretado, como uma critica ás várias comissões que têm organizado e muito bem o Fórum Avintense, penso que uma comissão deste tipo, deveria ter uma duração e actividade anual, por forma a dispor de mais tempo para preparar não só o Fórum, como a organizar as actividades paralelas, que tanto têm contribuído para o sucesso desta iniciativa da Junta de Freguesia de Avintes.

 

Termino assim a minha comunicação, na esperança de que a mesma possa contribuir para um Fórum ainda melhor e mais participado, por todos nós que gostamos de Avintes.

 

Avintes, 7 de Setembro de 2001.

----------------------------------------------------------

 

16º Fórum Avintense - 2005

 

Um Espaço Privilegiado de Debate sobre Avintes

 

A Comissão Organizadora dos últimos Fóruns tem vindo, a uns anos a esta parte, a privilegiar no tema proposto aos comunicadores, principalmente temas sobre o passado e tradições de Avintes.

 

Este facto, tem permitido sem dúvida, que vários historiadores, quer académicos quer autodidactas, nos divulguem e apresentem, em excelentes comunicações, factos e acontecimentos, que ajudam a conhecer melhor esta Terra e as suas Gentes.

 

No entanto, o objectivo do Fórum não é apenas este, pelo que, sem pretender retirar, antes pelo contrário, importância às comunicações que nos falam sobre a historia de Avintes, é necessário e mesmo imprescindível que continuem a aparecer trabalhos com temas sobre o presente e o futuro da nossa terra, sob pena de o Fórum se tornar apenas num espaço para recordar o passado.

 

Se isto não acontecer, não estaremos a cumprir integralmente, com os propósitos que levaram à criação deste espaço de debate público.

 

Pela minha parte, deste 1999 ano em que fiz a minha primeira comunicação, tenho procurado manter esta faceta do Fórum, não só porque os meus conhecimentos sobre a história de Avintes não me permitem abordar estes temas, mas também porque considero importante trazer ideias e propostas relativas ao presente e futuro de Avintes, podendo partilhá-las e debatê-las com todos vós, e não teremos melhor momento do que este acontecimento anual, chamado Fórum Avintense.

 

Verifica-se no entanto que não são muitos, para não dizer que são poucos, os Avintenses que participam de forma activa nesta iniciativa.

 

Avintes tem muitos cidadãos, que nas mais diversas áreas de actividade, ocupam cargos e exercem funções de grande relevância, e seria interessante que trouxessem os seus conhecimentos, experiência e também propostas, para serem aqui debatidas.

 

 

Temos também excelentes dirigentes associativos, que poderiam apresentar os seus testemunhos sobre os anseios, as necessidades e objectivos, das suas colectividades, podendo também recolher novas ideias a partir do debate que sempre ocorre após cada apresentação.

 

Ainda outro contributo importante, deveria ser dado pelos numerosos estudantes Avintenses, em especial os universitários, mas não só, que poderiam trazer a este fórum novas ideias e propostas, sobre temas actuais e que interessam e preocupam os jovens.

 

Creio mesmo que poderia ser interessante a criação, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Avintes, de um Fórum Avintense Jovem, a realizar no final de cada ano lectivo, em que cada escola apresentaria um ou mais trabalhos, sobre temas debatidos ao longo do ano nessa escola, mas igualmente aberto a jovens estudantes naturais de Avintes, a estudarem noutros estabelecimentos de ensino, fora da nossa terra.

 

Este Fórum Jovem, se devidamente enquadrado no Projecto Educativo das escolas, poderia ser desenvolvido durante o ano, quer em trabalhos de grupo, quer em trabalhos individuais, obtendo-se excelentes contributos com as opiniões e propostas desses jovens.

 

Uma educação para a cidadania deve ser uma prioridade na formação dos nossos jovens, devendo estar inserida nos seus planos curriculares.

 

Iniciativas deste género, ou de formato semelhante, são realizadas por outras entidades nacionais e estrangeiras, proporcionando aos jovens estudantes, uma valorização pessoal que ultrapassa em muito o âmbito escolar, promovendo a responsabilidade pessoal e uma acção interventiva na sociedade.

 

Paralelamente, com a realização deste Fórum Jovem, estaríamos também a rejuvenescer e aumentar a participação no Fórum Avintense, trazendo os jovens a apresentarem os melhores trabalhos do Fórum Jovem e a defenderem publicamente as suas ideias e propostas.

 

O Fórum não é um fim, mas antes o princípio de um desafio que cada ano lançamos a toda sociedade civil Avintense, para que continue e aprofunde o debate sobre os temas apresentados.

 

Sejamos todos um pouco mais corajosos e tenhamos um pouco mais de confiança nas nossas capacidades, para darmos a conhecer as nossas opiniões e as nossas propostas.

 

Está pois, nas mãos e na cabeça de cada um, contribuir para o desenvolvimento desta terra, e não sendo a única, a participação activa no Fórum Avintense, é umas das formas possíveis de cada um de nós, dar o seu contributo construtivo, para o progresso de Avintes.

 

Avintes, 9 de Setembro de 2005

 

 

publicado por Cip Castro às 12:50 | comentar | ver comentários (8) | favorito