Novas acessibilidades precisam-se em Avintes!

 

Este anúncio colocado ontem no Facebook e no blogue da Junta de Freguesia de Avintes, para algo que só se prevê vir a iniciar-se em 2012, será para esconder a falta de “obras” verdadeiramente da responsabilidade e iniciativa da Junta de Avintes? Espero bem que não!

 

É que este anúncio da Junta de Freguesia de Avintes sobre a Quinta da Gândara não trás novidade nenhuma!

 

Na verdade, desde que o Grupo Empresarial Fladgate iniciou a construção em 2008 do Hotel The Yeatman Hotel & Wine Spa no Centro Histórico de Gaia, já inaugurado este verão, exactamente em terrenos de antigos armazéns da Taylors, Croft, Fonseca e Delaforce, empresas que pertencem ao mesmo grupo empresarial, que está previsto construírem os escritórios e novos armazéns na Quinta da Gândara em Avintes, terrenos e quinta igualmente comprados pelo referido grupo empresarial.

 

Pela minha parte, acho que são importantes e necessários novos investimentos em Avintes, terra que foi uma das freguesias mais empregadoras do concelho (quem não se lembra das dezenas de fábricas de calçado que aqui existiam nos anos 70 e 80 do século passado) e que hoje infelizmente tem muitos desempregados e pouca actividade económica.

 

Mas o que eu espero e julgo que todos os Avintenses também, é que até 2012 a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal pensem muito bem em todas as implicações que uma infra-estrutura destas virá trazer para o centro de Avintes.

 

Que venha o desenvolvimento para a nossa terra, mas que o mesmo seja feito de uma maneira equilibrada e sustentada e não me parece que isso possa acontecer da forma como o anunciou o Sr. Presidente da Junta, quando no passado dia 30 de Setembro, sobre este mesmo tema falou na Assembleia de Freguesia!

 

É que serão precisas novas acessibilidades desde a Estrada Nacional 222 até à Quinta da Gândara para que os camiões pesados (TIR) que irão trazer primeiro o vinho e as garrafas vazias e depois levar garrafas já cheias de vinho do Porto, não tenham de passar pelo meio de duas urbanizações onde habitam centenas de pessoas (Mesquita e Pinhais Bastos), na frente de um futuro Centro Escolar que irá ter mais de 500 crianças e junto da escola básica (EB Adriano Correia de Oliveira) com cerca de 1000 jovens, na frente de uma grande superfície comercial, com dezenas de carros e centenas de pessoas a entrarem e saírem diariamente, bem como na frente do Parque Biológico que recebe anualmente mais de 100 mil visitantes.

 

Não me parece que chegue construírem-se mais uma ou duas rotundas na EN 222 e alargar uma ou outra das actuais ruas, como é o caso da Rua do Pinhal da Lima!

 

Assim espero e quero acreditar que até 2012, haverá novas acessibilidades em Avintes e é isso que eu gostava de ver anunciado e concretizado pela Junta de Freguesia de Avintes e Câmara de Gaia.

 

 

PS: finalmente e após cerca de um ano totalmente paradas, recomeçaram esta semana as obras na Rua 5 de Outubro. Espero que desta vez se concluam os passeios que ainda faltam e sejam colocadas as passadeiras para peões e a sinalização no eixo da via.

publicado por Cip Castro às 13:28 | comentar | favorito