Carvalho do Palheirinho, estára a morrer?

Estando terminadas (ou quase) as obras no Largo do Palheirinho, que tiveram como consequência o abate de cerca de uma dezena de árvores de grande porte lá existentes , verifica-se com alguma tristeza, que estas arvores foram substituídas por 4 "raquíticas" novas árvores, que no entanto esperemos possam sobreviver à secura a que têm estado voltadas, e num futuro mais ou menos longínquo, possam ter a dignidade das suas antepassadas.

 

Na altura a justificação principal para o abate daquelas árvores, dada Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Avintes e simultaneamente Vice- Presidente do Concelho de Administração da empresa municipal  Águas e Parque Biológico, foi de que "O estado fitossanitário dos Plátanos e as Tílias do largo do Palheirinho é péssimo".

 

Nessa mesma informação técnica (ver aqui), era dito que seria mantido o Carvalho (árvore central e igualmente de grande porte), uma vez o mesmo "não apresentar sinais de apodrecimento ou risco de queda, mas será objecto de uma poda de limpeza"!

 

Infelizmente verifiquei hoje, que este o Carvalho que de acordo com a informação qualificada do Dr. Nuno Oliveira, estava de boa saúde e que só precisava de uma pode de limpeza, apresenta agora um aspecto de árvore que está a secar e a morrer, já com as folhas todas secas, numa altura em que me parece (embora eu seja totalmente leigo nestas questões) estas folhas, deveriam estar fortes e verdinhas!

 

O que se terá passado?

 

Será que ainda se vai a tempo (e que haverá vontade) de salvar este Carvalho?

 

De abate em abate, de poda em poda, de limpeza em limpeza, quantas árvores ficarão de pé em Avintes?

 



publicado por Cip Castro às 16:26 | comentar | favorito